Villeneuve faz duras críticas ao movimento “agressivo e sujo” de Perez na Bélgica

O ex-campeão mundial, Jacques Villeneuve, definiu como “ridículo” o movimento que levou à colisão entre o mexicano e seu companheiro de equipe em Spa.

 

Nesse fim de semana, os companheiros da Force India protagonizaram uma disputa que passou dos limites. O fato é que Perez espremeu Ocon contra a bancada, causando danos à asa dianteira de Esteban e punição ao mexicano. O ex-piloto canadense afirmou que Perez “foi 100% culpado”, pois sua atitude colocou Ocon em perigo e acrescentou: “Mesmo um garoto de quatro anos poderia vê-lo. É ridículo.”

“Você pode frear muito tarde, cometer um erro. Mas na linha reta não se penteia e esmaga. Esse tipo de movimento é um bloqueio puro. Você não faz isso. É agressivo. Está sujo”. E advertiu: “Um pedaço de carbono saiu da pista. Você pode machucar alguém do público. Isso deve ser interrompido.”

Ocon conseguiu se recuperar e conquistou a nona posição ao final do circuito. Foi a segunda vez que os dois colidiram em corrida para Eau Rouge, com a dupla escapando do primeiro contato sem danos. O piloto francês ficou furioso, dizendo que Perez arriscou suas duas vidas em sua colisão e mais tarde gritou que “Perez tentou me matar 2 vezes!”

Momento da colisão entre os companheiros da Force India

Quando perguntado se Ocon estava certo de estar com raiva, Villeneuve disse: “Sim. Ocon não levantou para provar um ponto, eu acho. É ego, é uma batalha interna para ver quem seria o mais forte no time. Há este ego acontecendo.”

Villeneuve ficou surpreso pelos fiscais não tomarem nenhuma ação contra o mexicano. “Esta é a coisa mais perigosa que você pode fazer nas corridas e nunca penalizam isso na F1. Às vezes, as pessoas chocam umas às outras porque estragaram a frenagem e a luta. Isso não deve ser reprimido, mas eles penalizam isso porque houve um acidente, e conclui: “Isso foi embaraçoso. Eles não dão uma penalidade por isso, especialmente quando a FIA está empurrando tanto a segurança.”

Proprietário da escuderia promove nova politica interna para que não ocorra mais imprevistos

Após a corrida, a Force India ameaçou a proibição de qualquer motorista se eles colidirem de novo e deixou claro que a política da equipe que deixava seus motoristas correrem livremente seria alterada.

Antes do GP de Monza, que acontece nesse fim de semana, Vijay Mallya, proprietário da equipe, disse: “Fizemos os dois pilotos conscientes da nova política da equipe, projetada para evitar que incidentes como os de Spa fossem repassados. Como equipe, temos a responsabilidade de defender nossa posição e estou certo de que vamos terminar a temporada sem mais problemas.”