Wehrlein admite que lesão poderia ter acabado com sua carreira

Wehrlein poderia ter encerrado sua carreira por conta do acidente.

Piloto alemão sofreu um grave acidente quando participava da Corrida dos Campeões, nos Estados Unidos.

 

Após realizar a sua primeira corrida em 2017, no GP do Bahrein, o jovem Pascal Wehrlein admitiu que poderia ter encerrado a sua carreira após o acidente sofrido na Corrida dos Campeões, no início do ano. Segundo o piloto, que fala pouco sobre a sua vida pessoal, a lesão sofrida foi muito grave e por isso ele demorou tanto para retornar.

Wehrlein perdeu as duas primeiras corridas de 2017 por conta da lesão, além de também ficar fora da pré-temporada categoria. Sua estreia na Sauber, por isso, acabou acontecendo apenas em Sakhir, no último fim de semana.

Wehrlein poderia ter encerrado sua carreira por conta do acidente.

Agora, em condições de continuar correndo sem problemas, Wehrlein comentou o que aconteceu e explicou o motivo de não ter falado muito sobre o seu estado de saúde. “Não sou alguém que gosta de revelar toda a minha vida em público”, disse em entrevista a emissora ‘Eurosport’.

“Eu uso minhas redes sociais apenas para coisas relacionadas ao meu trabalho. Gosto de levar a minha vida fora das pistas de maneira privada, e esse era um assunto privado”, continuou o piloto.

“As pessoas me julgaram sem saber o que estava acontecendo ou pelo que estava passando. Todos sabiam que eu estava machucado e que precisava me recuperar para voltar a correr. Tinha ainda que passar no exame da FIA, o que não acontece se há dor muscular. Nós não mentimos para ninguém e não escondemos nada”, complementou o jovem alemão.

Pascal ainda admitiu que a gravidade da lesão poderia ter acabado com a sua carreira de piloto. “Eu estava consciente da minha lesão, do quanto era sério, e a Mercedes e a Sauber jamais me pressionaram. Era uma lesão que poderia ter acabado com a minha carreira”, contou.

“Quando guiei o carro em Melbourne, eu percebi que era muito cedo para voltar, que não estava em forma. Foi duro e difícil, mas consegui superar”, finalizou.