Whiting explica detalhes sobre mudanças na largada do GP da Bélgica

Whiting

O diretor de provas da Federação Internacional de Automobilismo também comentou sobre a nova política para a transmissão de dados via rádio entre os pilotos e as equipes.

 

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) deve mudar alguns requisitos do regulamento técnico da Fórmula 1 para o GP da Bélgica. Segundo o diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, a partir da prova disputada no dia 23 de agosto, no circuito de Spa-Francorchamps, a entidade reguladora do esporte vai exigir das equipes a preservação do ponto de embreagem, que não vai poder ser mais alterado para a largadas das provas da temporada 2015 de F1.

Whiting

Whiting explica sobre as modificações no regulamento que começam a valer na largada do GP da Bélgica

“Estamos buscando novas alternativas para este problema, mas acredito que os times que fizerem isto [modificar o ponto de potência da embreagem] devem infligir a regra 20.1 do regulamento esportivo, que visa o seguinte: ‘o condutor deve dirigir o carro sozinho e sem ajuda de mecanismos de arranque modificados'”, explicou Whiting para a revista britânica ‘Motorsport’.

“Esta medida será aplicada com bastante rigidez. Ela tem o objetivo de inibir a possibilidade das equipes conseguirem vantagem extra durante as largadas”, complementou.

Whiting também comentou sobre a limitação da comunicação via rádio entre os pilotos e as escuderias. “Escutamos as queixas instauradas pelos times e optamos por pedir aos seus engenheiros que forneçam somente a informação necessária para os seus condutores”, destacou.

De acordo com Whiting, serão permitidos a transmissão de informações via rádio no GP da Bélgica, tal como:

– Instruções para entrada/saída no pit lane;
– Pedido para corrigir ou retirar o carro da pista;
– Existência de bandeiras usadas pelos fiscais – sejam elas amarelas, azuis, vermelhas ou mesmo o cancelamento da largada e outras instruções semelhantes;
– Informações a respeito ao estado da pista: seja sobre pontos de aquaplanagem, a existência de óleo ou sujeira em determinados cantos e a necessidade de trocar posições com outros condutores.