Williams desmente a participação de Kubica em 2018

A negociação ainda está em andamento e a equipe afirma que não fará anúncios até o fim da campanha 2017

 

A escuderia britânica negou que já tenha selado o acordo com Robert Kubica para a próxima temporada e descartou que um anúncio seria feito durante o fim de semana de Abu Dhabi.

No mês passado, o polonês já havia feito dois testes com o modelo de 2014, enquanto a equipe avaliava sua atual condição para substituir Felipe Massa. Com o término da competição, Robert ganhará outra oportunidade e deverá guiar o carro da atual temporada nos testes de pneus da Pirelli, pós-GP de Abu Dhabi.

Em busca de espaço na categoria, desde setembro o condutor entrou de vez na disputa por uma vaga na Fórmula 1. Antes, já havia testado a Renault, enquanto o time francês ainda tinha dúvidas sobre o acerto com Carlos Sainz.

Os testes desse ano com a Renault não foram tão bons, resultando na contratação do espanhol da Toro Rosso.

Com as fortes especulações sobre a oficialização do assento de Kubica, a Williams decidiu responder a imprensa com um comunicado oficial: “Apesar das conversas estarem em andamento, ainda deverá ser decidido quem substituirá Massa. Faremos um anúncio quando tivermos algo a anunciar, mas nada está planejado para este fim de semana, em Abu Dhabi.”

O amigo de infância e campeão de 2016, Nico Rosberg assumiu a gestão da carreira de Robert. Desde 2011, o alemão ajuda o companheiro após o acidente de rali em Andorra, que o deixou com graves lesões no braço.

Inicialmente, Kubica teve uma experiência nos ralis antes de entrar em programas de corridas de turismo e testes em monopostos para avaliar se teria condições de voltar à modalidade.

Massa já havia dito que Kubica e Di Resta não possuem condições de assumir sua vaga em 2018.

A novela sobre a contratação também envolve outros pilotos, suplentes a vaga. O próprio reserva da Williams, Paul di Resta; o atual condutor da Sauber, Pascal Wehrlein e Daniil Kvyat, que saiu recentemente da Toro Rosso, também pretendem fazer dupla com Lance Stroll. Porém, acredita-se que o polonês tenha vantagem e seja a opção número 1 do time de Paddy Lowe.

Massa também era apontado como opção até a Williams garantir que não conseguiria mantê-lo no assento em 2018. Com isso, o brasileiro decidiu se aposentar da Fórmula 1 e segundo rumores, correrá pela Fórmula-E.