Com nova pintura, Renault apresenta o RS17

Renault apresentou seu novo carro nesta terça-feira.

Além das mudanças no layout por conta das novas regras, a equipe francesa apostou na cor preta na parte traseira do bólido.

 

Nesta terça-feira (21), a Renault apresentou oficialmente o RS17, novo carro da escuderia que será utilizado durante a temporada de 2017 da Fórmula 1. O bólido francês é o terceiro a ser mostrado ao público e vem com a expectativa de conseguir melhores resultados durante o campeonato deste ano.

Inicialmente, a Renault planejava ser a primeira escuderia a apresentar o seu carro. Entretanto, Williams e Sauber surpreenderam ao divulgar imagens dos seus respectivos bólidos antes da apresentação oficial.

Renault apresentou seu novo carro nesta terça-feira.

Por outro lado, o time sediado em Enstone se tornou a primeira escuderia a fazer uma apresentação propriamente dita do seu modelo. O evento foi transmitido ao vivo através das redes sociais.

Sobre o carro, a pintura do modelo acabou sendo a grande novidade. Ao invés do carro quase que por completamente amarelo apenas com detalhes em preto, a equipe preferiu apostar na cor negra. Desta forma, o bólido trouxe o amarelo na parte da frente, mas com o preto se destacando no cockpit e na tampa do motor.

Assim como a Williams e a Sauber, o bólido também conta com grandes mudanças no layout. Tudo isso por conta das novas regras da Fórmula 1 para a temporada de 2017. Entre os detalhes que se destacaram, observamos o bico apresentando uma saliência na ponta, ou, como costumamos dizer, com um “polegar” na extremidade.

Na parte traseira, a barbatana na cobertura do motor também é destaque, seguindo a tendência entre os carros desenhados para a temporada de 2017 da Fórmula 1. A expectativa é de que esta novidade seja bastante eficiente no lado aerodinâmico do modelo.

Para a temporada deste ano, a expectativa é de que a Renault volte a brigar com frequência pelo top 10 durante as corridas. As esperanças do time estão depositadas na grande evolução apresentada pelos motores franceses e nas mudanças nas regras da Fórmula 1.

E foi pensando em melhorar os seus resultados que o time conseguiu convencer Nico Hulkenberg a deixar a Force India e se juntar a equipe. Ele substituirá Kevin Magnussen e será o companheiro de Jolyon Palmer, além de ser a grande referência em experiência do time francês.