Com pintura radical, Toro Rosso apresenta STR12 no pit lane da pista de Barcelona

Toro Rosso

A escuderia de Faenza modificou radicalmente as cores da sua máquina para a temporada de 2017. E ainda trollou os fãs que acompanharam a transmissão da apresentação via Facebook.

 

A Scuderia Toro Rosso (STR) radicalizou no lançamento do STR12, ocorrido neste domingo (26), no circuito da Catalunha. A máquina do time de Faenza surgiu no pit lane do circuito da Catalunha, onde rompeu barreiras impensáveis da sua estética, adotando assim, uma postura revolucionária em comparação aos últimos anos. Com a cor azul metálico predominante, a pintura do novo carro da STR também apresentou detalhes em cinza incluindo a logomarca da Red Bull e uma faixa vermelha atravessando a carroceria do chassi.

Além disso, A Toro Rosso ainda realizou uma pegadinha para os fãs que estavam acompanhando a transmissão do lançamento via Facebook. O time de Faenza colocou relógio com contagem regressiva para o lançamento da sua máquina. Mas, após o fim da contagem, o bólido não foi apresentado, o que gerou comentários por parte dos fãs sobre o “carro invisível” da STR.

Toro Rosso lançou o STR12 durante evento ocorrido no circuito da Catalunha

Sobre analisando a aerodinâmica, o STR12 apresenta diferenças bem profundas do que o RB13 da Red Bull – que também foi lançado neste domingo. A máquina italiana não é bem uma cópia do carro que foi construído por Adrian Newey pelo time de Milton Keynes. Entre essas diferenças, podemos destacar a barbatana do carro da Toro Rosso que é triangular e curta, configuração essa bastante diferencial do que a barbatana extremamente longa e reta da máquina da RBR.

O diretor-técnico da Toro Rosso, James Key, também deu bastante atenção para a traseira do STR12. A disposição dos ângulos e a colocação do difusor traseiro lembra muito o que foi apresentado na semana passada pela McLaren-Honda no MCL32. Além disso, a asa traseira da máquina da STR não possui extremidades retas. Ela tem suas extremidades intercaladas em duas fases, mostrando assim, o arrojamento aerodinâmico explorado por Key no desenvolvimento do túnel de vento.

Ainda sobre a parte traseira do chassi da Toro Rosso, a suspensão traseira da máquina do time de Faenza possui uma haste extra conectada com o assoalho na ‘bandeja-T’. Tal configuração pode estar relacionada com a tração do carro italiano. E por fim temos o bico. O RB13 da Red Bull apresentou uma cavidade no seu nariz. Já o STR12 possui uma peça totalmente liso e circular. Curioso? Confira as imagens abaixo: