Fracasso das negociações com Toro Rosso deixa Honda com futuro incerto na F1, diz revista

Revista diz que futuro da Honda continua como incerto na Fórmula 1

Segundo publicação francesa, a montadora de Sakura depende unicamente da McLaren para continuar seu projeto de desenvolvimento de motores híbridos na Fórmula 1.

 

O futuro da Honda é incerto. Essa curta frase foi o tema principal do artigo publicado pela revista francesa ‘F1i’ nesta sexta-feira (18). Com o colapso entre as negociações que visavam fornecer motores híbridos para a Scuderia Toro Rosso (STR), a montadora japonesa deve ir para a temporada de 2018 com a McLaren como seu principal cliente.

A publicação cogitou que algo de grande motivação fez a Toro Rosso não aceitar a parceria com a Honda. A revista especulou que a montadora japonesa teria oferecido o contrato de €$ 30 milhões (R$ 110,9 milhões) para fornecer seus propulsores híbridos para STR. E que mesmo assim, por motivos ainda desconhecidos, a escuderia de Faenza preferiu continuar com a Renault no próximo ano.

Revista diz que futuro da Honda continua como incerto na Fórmula 1

No entanto, a publicação questiona sobre a decisão da McLaren. Recentemente houveram especulações que o time de Woking poderia disputar a temporada de 2018 com motores da Mercedes. Tal notícia não foi confirmada ou negada por Eric Boullier – o que alimentou ainda mais os boatos. No entanto, a base argumentativa é na possibilidade do time de Woking trocar de fornecedor de motor. Se isso realmente acontecer, o resultado promete ser nada atrativo para Honda.

De fato, a Honda, até o momento, só tem a McLaren como sua única equipe-cliente para a temporada de 2018. Houveram especulações que Williams estariam negociando. Mas nada foi confirmado pelo time de Grove. No entanto, o momento é de esperar para ver sobre qual caminho a montadora de Sakura poderá seguir.