Gascoyne defende Kovalainen e diz que Webber deveria ter calculado a freada do finlandês

Mike Gascoyne, diretor-técnico da Lotus, resolveu ir à imprensa para defender seu piloto Heikki Kovalainen das acusações de Mark Webber sobre o acidente ocorrido em Valência, no último domingo, pelo GP da Europa. Para o dirigente, o australiano da Red Bull não tem motivos para culpar o finlandês.

“Heikki estava certo ao defender, porque era por posição. Não importa quem você é. Fim da história. Toda essa coisas de equipe A, equipe B, esqueça. Se é por posição, você pode defender. Se nós tivéssemos mantido [Mark] atrás de nós por 40 voltas, então ótimo. Se tivéssemos arruinado sua corrida, absolutamente fantástico”, disse Mike.

O dirigente comparou o fato à outros semelhantes ocorridos em GPs passados. “Você está dizendo que Gilles Villeneuve, em Jarama [em 1981], deveria ter deixado os quatro carros o ultrapassarem? Ou aquele foi um dos maiores GPs de todos os tempos? Uma Force India deveria deixar uma McLaren passar simplesmente porque é mais rápida? Onde você vai estabelecer o limite? É uma corrida de carros, não é?”, questionou.

No fim, Gascoyne lamentou por Kovalainen não ter terminado a corrida que tinha começado boa para ele. “Heikki iria ter uma grande corrida. Ele estava se distanciando das equipes novas e, com os incidentes, poderíamos ter conseguido algo mais acima — mas infelizmente nós tivemos o acidente”, lamentou.