Jornal especula possibilidade do GP da Inglaterra ser transferido para pista de Brands Hatch ou Rockingham

nn

Segundo o impresso, estes dois circuitos são o plano B da Federação de Automobilismo Britânica depois da confirmação que diretores de Donington Park não possuem interesse em receber a F1.

 

O futuro do GP da Inglaterra ainda continua uma incógnita na Fórmula 1. Apesar de ter o contrato assegurado até a temporada de 2026, na sexta-feira passada (6), os promotores da pista de Silverstone cogitaram na possibilidade de romper o contrato com a Formula One Management (FOM). Segundo o presidente da lendária pista britânica, John Grant, a decisão foi tomada por conta da falta de apoio financeiro do governo e dos altos custos cobrados pela entidade detentora dos direitos comerciais da F1.

Em resposta, Bernie Ecclestone afirmou que vai trabalhar duro para manter o GP da Inglaterra. O presidente da FOM não confirmou a diminuição dos custos cobrados para realização da prova de Silverstone – onde até admitiu a possibilidade da etapa britânica seguir o exemplo do GP da Alemanha e ficar de fora pelo menos por uma temporada.

n

Circuito de Brands Hatch é cotado para substituir Silverstone no GP da Inglaterra

Nesta quarta-feira (11), o diretor-chefe do circuito de Donington Park, Christopher Tate, descartou o interesse da pista em receber a F1. O traçado de 12 curvas recebeu o GP da Europa de 1993.

Diante deste cenário, o jornal britânico ‘The Guardian’ especulou a possibilidade de dois outros circuitos britânicos receberem o GP da Inglaterra. De acordo com o impresso, a Federação de Automobilismo Britânica (BRDC) estuda a transferência do GP da Inglaterra para as pistas de Brands Hatch ou Rockingham.

Sobre o circuito de Brands Hatch, o jornal acredita que esta seja a primeira opção do BRDC. O relatório relembra que este traçado recebeu a Fórmula 1 no passado, revezando o GP da Inglaterra com Silverstone de 1964 até 1986. E como titular no GP da Europa de 1983 e 1985. O seu maior vencedor foi Niki Lauda com três vitórias: 1976, 1982 e 1984. Atualmente a administração da pista pertence a Vision Motorsport, empresa do ex-piloto Jonathan Palmer, pai de Jolyon Palmer da Renault.

Já o circuito de Rokingham é novo. Inaugurado em 2001, a pista somente recebeu evento da CART, Fórmula 3 britânica e o campeonato de Superbike inglês. A diferença é que a pista de Rockingham é versátil. Ela pode ser dividida desde um layout oval ou cheia de curvas.