McLaren e Honda concordam em terminar a parceria

 McLaren finalizou o acordo com a Honda e correrá com a Renault na temporada 2018

 

Por conta dos constantes problemas de confiabilidade e do baixo desempenho, a parceria entra a Honda e a equipe britânica em 2017 foi desastrosa. A Renault então surge como uma alternativa para McLaren, concretizando o rompimento já esperado com a fornecedora.

Fontes próximas confirmaram que a McLaren aceitou um acordo de três anos com a Renault. Garantindo o fornecimento até 2020, quando se encerra o atual ciclo de regulamentos da unidade de potência.

Tudo indica que a McLaren obterá a mesma especificação do motor Renault com a Red Bull, enquanto o contrato da Toro Rosso com a Honda – liberando um suprimento para a McLaren – também foi assinado. O novo acordo entre as equipes aproximou Fernando Alonso de uma potencial extensão de contrato, que se encerra este ano.

O acordo movimentou a F1. Tanto Sainz (E), quanto Alonso (D) foram afetados com a decisão.

Lembrando que no fim de semana passado, a Renault concordou em tirar Carlos Sainz Jr da Toro Rosso como parte do acordo. Embora ainda não esteja claro quando o espanhol se mudará, Sainz  já havia sido relacionado a fazer a transferência antes do final desta temporada, mas entende-se que a equipe italiana ainda queira sua participação para o resto da temporada, estimulando as próprias esperanças no campeonato de construtores.