Para Steiner, não há razões para banir as asas ‘T’ da F1

Steiner

Segundo o chefe da Haas, a F1 não tem motivos para proibir o novo design

 

As novas asas em formato de ‘T’ introduzidas este ano no design dos carros da F1 já receberam algumas críticas. Segundo alguns fãs e especialistas, a nova peça deixa o carro feio, enquanto outros acreditam que as asas devem ser banidas por motivos de segurança e custo.

No Bahrein, durante a segunda sessão de treinos livres da sexta-feira, a asa ‘T’ da Mercedes de Bottas se soltou e danificou o piso do carro de Max Verstappen. Assim, o chefe da RBR, Christian Horner, é um dos adeptos à proibição da peça por motivos de segurança e custo.

Nesta sexta-feira (21), a FIA irá discutir uma possível proibição imediata das asas em formato de ‘T’. No entanto, Gunther Steiner, acredita que a Mercedes que deve corrigir o problema com sua peça e que as equipes devem provar que seus projetos são fortes o suficiente para serem mantidos.

Asas ‘T’ da Haas

“Havia peças perdidas antes e a Mercedes precisa resolver com a FIA para corrigir o problema deles. Eu não tenho nada a dizer sobre eles [Mercedes], pois não faço ideia por que houve a falha, eles precisam explicar à FIA para FIA tomar uma decisão”, disse Steiner sobre possível proibição das asas ‘T’.

O chefe da escuderia norte-americana acrescentou: “No ano passado, a Toro Rosso teve problemas com as jantes, mas eles não proibiram elas, eles consertaram. Então, é a mesma coisa, só porque é uma asa em formato de ‘T’ e alguém não gosta delas, não significa que precisamos bani-las”.

A Haas, inclusive, já passou por algumas complicações em suas asas ‘T’. Na situação, a peça da escuderia norte-americana se mostrou flexível demais nas curvas, assim, em um curto espaço de tempo, o time de Gunther Steiner introduziu uma tira de fibra de carbono em ambos os lados, o que minimizou a vibração transferida para a asa.

“Nós não perdemos nossa asa ‘T’ e fomos convidados a endurecê-la e não tivemos medo, nunca foi um risco de segurança”, concluiu.