Uma advertência separa Vettel e uma penalização de 10 posições

Na reta final do campeonato e com 59 pontos de desvantagem, possibilidade de perder posições no grid é nova preocupação do piloto da Ferrari

 

A temporada de 2017 não está sendo fácil para Sebastian Vettel. O piloto alemão vem enfrentando vários problemas com o seu carro, o que o fez abandonar o último GP, em Suzuka, e largar na último posição na etapa da Malásia. Agora, 59 pontos separam o alemão do líder do campeonato, e para dificultar ainda mais, restam apenas quatro corridas para que essa diferença seja superada. Nessa reta final, além de se preocupar em fazer boas corridas, resolver os problemas no seu bólido e torcer por más atuações de Hamilton, o alemão tem que tomar cuidado para não sofrer mais nenhuma advertência, pois caso isso aconteça, levará uma punição de dez posições no grid.

Logo antes dos GPs, ocorrem as cerimônias dos hinos nacionais, nas quais é exigida a participação dos pilotos. Vettel ignorou essa regra e ficou no carro, tentando consertar de todas as formas o problema com a vela de ignição. O componente acabou não sendo consertado e acabou fazendo com que o alemão abandonasse a corrida. Mas mesmo assim, o piloto não escapou de uma advertência da FIA devida à sua ausência.

Advertência é mais nova preocupação de Vettel

O artigo 18.2 do regulamento da F1 diz: “Qualquer piloto que receba três reprimendas na mesma temporada do campeonato, após a imposição do terceiro, receberá uma penalidade de 10 posições no grid no evento. Se a terceira reprimenda for imposta após um Incidente durante uma corrida, a penalidade de 10 posições no grid será aplicada no próximo evento do piloto. A penalidade de dez posições no grid só será imposta se pelo menos duas das reprimendas forem impostas por uma infração de condução”.

Essa é a segunda advertência que Sebastian Vettel toma na temporada. A primeira foi causada após ele ter atravessado a linha do pit lane em Mônaco, durante a classificação do GP. A penalização de 10 posições no grid é aplicada após três advertências, sendo pelo menos duas delas emitidas por “más condutas” durante a pilotagem.

Nas últimas quatro corridas da temporada, Vettel terá que somar os pontos que deixou de ganhar nas últimas etapas, tendo a necessidade de voltar a vencer. Tudo isso contribui para que a condução do piloto seja mais agressiva, o que o torna mais propenso a receber novas advertências. Não se sabe ainda o que o alemão fará para contornar essa situação, e provavelmente só será possível saber no próximo GP, que ocorre nos EUA, no próximo dia 22.